19 de Março de 2019, atualizado ás 16:03

Tragédia da Nova Zelândia deixa 49 mortos



Por: | Notícias

Compartilhar:
         

Tragédia da Nova Zelândia deixa 49 mortos (foto: internet)

Confira Também: Quatro meses depois, viaduto da Marginal Pinheiros é liberado

Na sexta-feira (15), na Nova Zelândia aconteceu de ser realizado dois ataques de maneira simultânea em duas mesquitas. A cidade em que isto aconteceu fica em uma ilha no sul do país, chamada de Christchurch. O ataque deixou 49 mortos confirmados, além de 48 feridos.

Já foram detidos 4 suspeitos depois que os ataques aconteceram dentro das mesquitas da cidade. As pessoas que estão feridas apresentam estado grave. As autoridades permanecem sem divulgar a identidade dos assassinos e também das vítimas do ataque.

Tragédia da Nova Zelândia deixa 49 mortos (foto: internet)

Ataque deixa população em alerta

O ataque que tinha como principal alvo as mesquitas, apresentavam dentro de suas unidades mais de 300 pessoas. No horário em que realizam as suas orações tradicionais do meio dia de uma sexta-feira.

Já foram presas 3 pessoas que apresentaram algum tipo de conexão com os ataques realizados. Uma quarta pessoa também foi detida, mas passou por uma investigação e foi liberada, constatando não ter ligação com o que aconteceu.

Há também a possibilidade levantada pela polícia de que haja foragidos e também mais pessoas envolvidas. Não havia nada indicado que os suspeitos que foram detidos tivessem algum tipo de observação perigosa.

Das mortes que foram constatadas, apenas uma das pessoas não morreu no local, em que chegou a ser encaminhado com vida, mas acabou não resistindo. Dentro do grupo de pessoas feridas, há crianças e adultos. Há também a demonstração de que há feridos que estão em estado grave, necessitando ainda passar por cirurgias.

Assassino que realizou um dos ataques ainda conseguiu fazer uma transmissão ao vivo de tudo o que fez. Ainda não se sabe como foi realizado o ataque, visto que foram os dois acontecendo ao mesmo tempo.

Atirando com o uso de um rifle automático e realizando a transmissão com a câmera que estava presa no capacete que usava, foi possível perceber que não havia um alvo específico, mas sim atirar em todos os presentes naquele local.

Imagens e vídeos, bem como a conta do responsável pelo ataque já foram removidas e o alerta é que qualquer circulação do tipo seja removida. O próprio Facebook está trabalhando para que sejam removidas quaisquer cópias dos vídeos.




Daniel Libanio

Daniel é empresário e empreendedor digital nato. Graduando em Direito, é o Fundador do site e gerencia as as estratégias de marketing e desenvolvimento. Contato: daniellibanio0904@gmail.com

  

0 Comentários