09 de Maio de 2019, atualizado ás 21:05

Taurus tem ações em alta depois de decisão sobre armas



Por: Daniel Libanio | Notícias

Compartilhar:
         

Com Bolsonaro tendo um novo decreto agora sobre o porte e posse de armas, as ações da Taurus deram um salto gigantesco. Através de um comunicado, a empresa disse que esse decreto pode aumentar de maneira muito relevante a procura por armas de fogo no Brasil.

Ontem mesmo Bolsonaro assinou um decreto em que facilitou ainda mais a venda de armas e munições no país. Com essa decisão, não demorou um dia para que as ações da Taurus viessem a disparada hoje.

Confira Também: Quase R$ 900 mil apreendidos em operação em SP

Taurus tem ações em alta depois de decisão sobre armas (foto: internet)

Mais armas no Brasil

O novo decreto conseguiu facilitar o registro, posse e ainda transporte e venda de armas, além da importação. Além disso, elevou o limite para a aquisição de munições, com também uma liberação da importação de armas, que hoje é proibido quando existem similares no país.

Conforme o comunicado da Taurus, o decreto atual pode aumentar de maneira bem importante a procura por armas de fogo, seja por atiradores, caçadores, colecionadores e pelo “cidadão de bem” que busca algo para sua legítima defesa e da sua propriedade.

Para a empresa, esse decreto é um grande marco para o seguimento de armas no Brasil, informando também que devem se manter a disposição para conseguir atender a todo o aumento de demanda possível.

Em relação a abertura no mercado, a Taurus disse que já exporta para mais de 100 países, competindo com as maiores empresas de armas no mundo dentro do mercado de exportação e que devem se manter cada vez mais competitivos.

Houve também mudanças na compra de munição, onde com o novo decreto é possível comprar 5 mil munições por ano, por arma de uso permitido. Além de mil para as armas de uso restrito. Antes, o máximo era de 50 por ano, tanto para convencional quanto para uso restrito.

Já houve reclamações por partes da área de segurança pública que criticaram o decreto, considerando o mesmo perigoso o fato de que agora atiradores desportivos, caçadores e colecionadores poderem sair de casa e se deslocarem com a arma carregada, o que facilitaria a defesa pessoal.




Daniel Libanio

Daniel é empresário e empreendedor digital nato. Graduando em Direito, é o Fundador do site e gerencia as as estratégias de marketing e desenvolvimento. Contato: daniellibanio0904@gmail.com

  

0 Comentários