27 de Abril de 2019, atualizado ás 12:04

Rede estadual de SP com 4 períodos de férias



Por: | Notícias

Compartilhar:
         

Rede estadual de SP com 4 períodos de férias (foto: internet)

Doria anunciou hoje que as escolas da rede estadual de SP terão 4 períodos de férias por ano. As férias de julho vão ter apenas 15 dias e os professores e alunos vão contar com um recesso em abril, outubro e também entre dezembro e janeiro.

A mudança no calendário escolar vai começar a partir de 2020. Doria, atual governador de São Paulo fez o anúncio nessa sexta-feira com a mudança do calendário escolar, agora tendo o espaço de férias em 4 períodos.

Confira Também: Integrantes das torcidas organizadas do Vasco e Botafogo são presos pela Polícia Civil

Rede estadual de SP com 4 períodos de férias (foto: internet)

Mudanças no calendário escolar de SP

Anunciada nessa sexta-feira por Doria a mudança no calendário escolar da rede estadual que começa a valer a partir de 2020. No ano que vem, os alunos e os professores das escolas terão quatro períodos de férias.

O período vai se dividir em uma semana em abril, depois duas semanas em julho, uma semana em outubro e 30 dias entre dezembro e janeiro. A principal mudança é a redução das férias de julho, passando para 15 dias, antes era 30 dias.

Vão ser duas semanas oficiais de recesso, uma em abril e outra em outubro, que são conhecidas popularmente por “semana do saco cheio”. Hoje, o calendário já tem dois períodos de férias, que acontecem entre o fim de dezembro e janeiro, e depois no meio do ano, em junho e julho.

Conforme o governo, a mudança não irá representar um aumento e nem diminuição no período de férias, nem no recesso, mas apenas uma redistribuição dos dias. São garantidos por lei os 200 dias de aula letivos.

De acordo com o secretário de educação, a justificativa da mudança seria para melhorar o nível de aprendizagem dos alunos. Um período muito longo de férias prejudica a aprendizagem, ainda mais para as crianças em situações de vulnerabilidade.

O ano letivo do ano que vem começa em 3 de fevereiro e deve ser finalizado em 22 de dezembro. Os municípios podem unificar o cronograma e aderir ao calendário estadual, bem como a rede privada também poderá seguir o mesmo modelo apresentado hoje por Doria.




Thiago Samuel

Thiago é redator do Estado News e também responsável pelas redes sociais. Além disso, ele é o responsável pelo contato e comunicação do site. Para falar com ele, basta enviar um email para samueltrainer87@gmail.com ou 79996601661

  

0 Comentários