19 de Março de 2019, atualizado ás 13:03

Quatro meses depois, viaduto da Marginal Pinheiros é liberado



Por: | Notícias

Compartilhar:
         

Quatro meses depois, viaduto da Marginal Pinheiros é liberado (foto: internet)

Confira Também: População presta homenagem a Bernardo em Santa Maria depois do resultado do julgamento

Em novembro do ano passado, o viaduto que faz parte da pista expressa localizado na Marginal Pinheiros acabou cedendo durante a madrugada. Localizado perto do Parque Villa Lobos, o local foi interditado e estava aguardando liberação.

De acordo com o prefeito Bruno Covas, depois de testes realizados perceberam que era possível já liberar a via antes do que foi previsto, pois era para ser liberado apenas na próxima semana. Hoje já é possível que caminhões e ônibus possam circular.

Quatro meses depois, viaduto da Marginal Pinheiros é liberado (foto: internet)

Testes no local foram realizados

Os testes foram realizados na manhã de sábado, fazendo com que a gestão municipal percebesse que era possível liberar a abertura do viaduto. Com os testes sendo realizados conforme os modelos matemáticos elaborados.

A princípio não ia ser permitido que transitasse caminhões e ônibus, mas os resultados dos testes foram tão positivos que já está liberado o uso da via por esses veículos. Como a expectativa inicial era abrir apenas para carros, os técnicos disseram que não haveria a necessidade dessa restrição de veículos.

Mesmo que esteja liberado, Bruno Covas diz que os trabalhos ainda não estão prontos. De acordo com o mesmo, a gestão municipal quer anunciar quem vai ser o vencedor da licitação das obras voltadas para a requalificação para assim iniciar a próxima etapa.

Algumas partes das obras precisam continuar, pois são obras de requalificação e que podem ser realizadas sem precisar fechar o viaduto. No dia 12 de abril é que sai quem foi o vencedor da obra que será realizada para complementar a liberação do viaduto.

Contando com o custo da requalificação, o preço de todas as obras deve ficar em torno de R$ 26,5 milhões. Caso fosse necessário demolir e construir o viaduto novamente, seriam gastos R$ 70 milhões e com a requalificação vai ser possível economizar 40%.

Ainda existem outras obras pela cidade que passam por revisão e estão dentro do cronograma de obras a serem realizadas. Com uma lista de pontes e viadutos que necessitam de uma perícia, estes locais serão analisados para que possam ter suas obras iniciadas.




Raquel Luciano

Raquel é jornalista com mais de 8 anos de experiência. Atualmente é editor chefe do Estado News. Ela pode ser contatada através do e-mail: rachell.luciano@gmail.com

     

0 Comentários