19 de Junho de 2019, atualizado ás 15:06

Presidente Jair Bolsonaro lamenta a derrota para o Senado no decreto de armas



Por: Thiago Samuel | Notícias

Compartilhar:
         

O presidente Jair Bolsonaro acabou postando uma lamentação ainda nesta terça-feira (18), isso depois da decisão do Senado em derrubar por completo o decreto editado pelo mesmo para então flexibilizar as regras tanto de posse quanto de porte de armas. O mesmo fez um pedido para que a Câmara opte por salvar essa medida que simplesmente foi uma das suas principais bandeiras de campanha.

Na postagem o próprio Bolsonaro explica que por 47 a 28 o Senado derrotou o Decreto sobre CACs e também sobre a Posse de Armas de Fogo, o mesmo ainda falou que esperava que a Câmara realmente não seguisse o Senado e então mantivesse a validade desse Decreto. Desta forma os mesmos estariam respeitando o Referendo de 2005 que dá o legitimo direito à defesa.

Confira Também: Depoimento de Neymar durou 3 horas

Presidente Jair Bolsonaro lamenta a derrota para o Senado no decreto de armas (foto: internet)

Votação está nas mãos da Câmara agora

Segundo Bolsonaro, as pessoas que não conseguem acesso a armas de fogo com as leis de desarmamento, querem apenas se proteger dos criminosos que realmente não seguem as leis. Além do mais, segundo o mesmo o direito à legítima defesa não pode ser violado, Bolsonaro termina falando que nem todo mundo possui condições de ter seguranças armados.

Já os senadores realmente decidiram contra o Decreto por acreditar que as armas seriam banalizadas, foram 47 votos a favor e 28 votos contra a aprovação do Decreto que visava manter o Decreto.

Desta forma, a partir desse momento essa pauta agora deve ir para a Câmara dos Deputados. Claramente o governo vem trabalhando a dias para que a manutenção do Decreto se mantivesse, o mesmo inclusive ganhou diversos holofotes nos últimos dias, além do mais, Bolsonaro tem utilizado diversas vezes seu perfil no Twitter para dar declarações em favor do mesmo.

Já a líder do governo no Congresso Nacional, a conhecida deputada federal Joice Hasselmann (PSL), simplesmente acabou dizendo ainda na terça-feira (18) que caso esse decreto fosse derrubado pelo Congresso, então o governo deverá atual em um plano B para o mesmo. Joice não quis dar detalhes sobre quais medidas seriam tomadas pelo Executivo!

Fonte: R7 e Correio do Povo




Thiago Samuel

Thiago é redator do Estado News e também responsável pelas redes sociais. Além disso, ele é o responsável pelo contato e comunicação do site. Para falar com ele, basta enviar um email para samueltrainer87@gmail.com ou 79996601661

  

0 Comentários