No Rio de Janeiro, prédios estão desabando (foto: internet)
No Rio de Janeiro, prédios estão desabando (foto: internet)

A prefeitura havia informado que as construções no Muzema são irregulares, onde a comunidade é controlada por milicianos. Na segunda-feira e na terça-feira, a Muzema acabou sendo atingida pelos temporais que causaram desastres no Rio de Janeiro.

Os bombeiros já confirmaram pelo menos 3 mortos e 10 feridos, de acordo com as informações do resgate. Os resgastes ainda estão sendo feitos, o que faz com que o número de feridos possa subir.

Confira Também: Novas medidas de Bolsonaro

No Rio de Janeiro, prédios estão desabando (foto: internet)
No Rio de Janeiro, prédios estão desabando (foto: internet)

Resgate ainda está sendo feito

No começo dessa tarde, Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro, fez um comunicado em relação ao que está acontecendo em Muzena, que fica localizada na Zona Oeste do Rio. O comunicado indica uma profunda tristeza do mesmo, onde o vice-governador estaria desde as 6 horas da manhã presente junto com o secretário da Defesa Civil para acompanhar.

Demonstrou também que o gabinete está à disposição para os municípios, bem como o Corpo de Bombeiros. Resultado do desabamento em Muzema é por conta das chuvas que atingiram o estado nessa semana.

Já foi enviado um helicóptero dos Bombeiros para o local onde os prédios desabaram para levar macas e conseguir resgatar os que estão sendo encontrados. Foram dois mortos confirmados, sendo o corpo de um homem e de um menino.

Um dos prédios que está localizado ao lado da construção que acabou caindo vai precisar ser demolido depois do que aconteceu. Mais uma morte foi confirmada, sendo a de um morador de 40 anos, que acabou morrendo já no hospital.

Os resgates continuam sendo realizados, e os feridos estão já sendo encaminhados para o hospital, alguns com um estado de saúde estável e outros com um estado de saúde grave. Já foram 10 feridos confirmados nos últimos instantes dos resgates.

O governador ainda comunicou que quer um programa que possa limitar a construção desses edifícios em áreas de risco, mas essa é uma responsabilidade que cabe à prefeitura. O estado não fiscaliza, mas o munícipio é quem faz essa função.

Causa do desabamento dos prédios seria por conta de construção irregular, localizada em uma zona que não é segura para a construção. Com os temporais, o perigo se tornou ainda maior, causando até o momento 3 mortes e atualmente, 10 feridos resgatados.