13 de Maio de 2019, atualizado ás 21:05

Moro afirma não ter estabelecido condições com Bolsonaro



Por: Daniel Libanio | Notícias

Compartilhar:
         

No domingo, Bolsonaro disse ter combinado um compromisso de ter que indicar Moro para a primeira vaga que fosse aberta no Supremo. Sérgio Moro é atualmente ministro da Justiça, mas revelou que não havia estabelecido condição nenhuma ao aceitar o cargo de ministro.

Quando aceitou fazer parte da equipe de ministros de Bolsonaro, Moro afirmou não ter feito e aceitado nenhuma condição para isso. Fala de Moro veio depois de ter sido bastante questionado e criticado depois de Bolsonaro ter afirmado indicação para Moro.

Confira Também: Bolsonaro enfrenta problemas com Olavo de Carvalho e militares

Moro afirma não ter estabelecido condições com Bolsonaro (foto: internet)

Moro desmente Bolsonaro

Bolsonaro no domingo fez uma declaração em que disse que havia feito um compromisso com Moro para que ele fosse indicado para uma vaga no Supremo Tribunal Federal, e que agora poderia honrar o que havia combinado com o ministro.

No entanto, depois dessa declaração, Moro disse que não firmou nenhum tipo de compromisso com Bolsonaro. Conforme a sua fala, ele não iria receber um convite para ser ministro e estabelecer condições que não podem ser controladas.

Em uma palestra em Curitiba, Moro fez as afirmações e ainda foi questionado sobre a vaga ter sido negociada e se iria aceitar. De acordo com o ministro, ele se sentiu honrado, mas que seria algo para ser discutido futuramente, visto que não há vagas abertas no Supremo.

Ministro ainda disse que caso abra uma vaga mais lá para frente, o presidente que deve avaliar se o convite vai ser direcionado para Moro. Caso ele realmente confirme e realize o convite, ele vai avaliar ainda se vai aceitar ou não o cargo.

Como não há vagas abertas no momento no Supremo, é previsível que haja uma vaga aberta apenas em novembro de 2020, quando Celso de Mello, ministro e decano da corte, se aposenta aos 75 anos.

A indicação de ministros para fazer parte do Supremo é uma competência do presidente, mas ainda o nome precisa passar por sabatina no Senado. O Presidente ainda declarou que mesmo tendo que passar por uma sabatina, sabe que o ministro é competente para ser aprovado e que gostaria de honrar o compromisso feito com Moro anteriormente.




Daniel Libanio

Daniel é empresário e empreendedor digital nato. Graduando em Direito, é o Fundador do site e gerencia as as estratégias de marketing e desenvolvimento. Contato: daniellibanio0904@gmail.com

  

0 Comentários