08 de Maio de 2019, atualizado ás 20:05

Marido de Caroline Bittencout será indiciado



Por: | Notícias

Compartilhar:
         

Marido de Caroline Bittencout será indiciado (foto: internet)

A polícia deve indiciar o marido de Caroline Bittencourt por homicídio culposo. Conforme o delegado, foi um risco assumido por Jorge Sestini ao navegar sabendo que a previsão era de mau tempo.

Ontem pela noite, a Polícia Civil informou que iria indiciar Jorge Sestini por homicídio culposo, isto é, quando não se tem a intenção de matar. O empresário é o marido de Caroline Bittencout que morreu no mês passado.

Confira Também: Rede estadual de SP com 4 períodos de férias

Marido de Caroline Bittencout será indiciado (foto: internet)

Decisão vai para homicídio culposo

No dia 28, Caroline Bittencout caiu de uma lancha depois de um vendaval que acabou atingindo o litoral de São Paulo. O delegado que é responsável pelo inquérito assumiu a decisão de homicídio culposo depois de ouvir o dono da marina em que a embarcação que o casal estava saiu.

O marinheiro que fez o resgate do empresário no mar também foi ouvido formalmente. O marido ainda não prestou depoimento, sem ter uma data ainda marcada pela polícia para que isso aconteça.

De acordo com o inquérito, já existem indícios de que o empresário teria uma conduta culposa, pois foi advertido de ter um mau tempo e mesmo assim foi para o mar. Para o delegado, ele considera isso negligência.

A informação sobre o marido ter sido alertado está no depoimento do proprietário da marina. Com essas declarações seriam possíveis considerar que o Jorge Sistini seria responsável pelo crime.

O dono da marina disse que avisou ao Sestini que estivesse atento para as mudanças no clima, pois estava previsto um vento entre aquele final de semana. A conversa aconteceu antes do casal sair da marina para passar o final de semana em Ilhabela.

Ainda contou que no domingo, dia em que aconteceu o acidente, recebeu um alerta sobre as mudanças climáticas e enviou para todos os seus clientes, incluindo Sestini. Ao enviar a mensagem através de WhatsApp, o marido havia agradecido o aviso, com previsão de retornar as 17h30, mas o vendaval começou por volta as 17h.

Entre esse horário, o dono da marina havia tentado entrar em contato com o casal para que não tentassem atravessar o canal, pois as condições eram piores. Para o delegado, a conduta de Jorge seria culposa.




Daniel Libanio

Daniel é empresário e empreendedor digital nato. Graduando em Direito, é o Fundador do site e gerencia as as estratégias de marketing e desenvolvimento. Contato: daniellibanio0904@gmail.com

  

0 Comentários