02 de Abril de 2019, atualizado ás 21:04

Desemprego sobe, mas Bolsonaro afirma que a culpa é do IBGE



Por: | Notícias

Compartilhar:
         

Desemprego sobe, mas Bolsonaro afirma que a culpa é do IBGE (foto: internet)

Depois que o IBGE divulgou um aumento no desemprego, o que estaria agora atingindo 13,1 milhões de pessoas, a partir do trimestre passado, que se encerrou em fevereiro desse ano, o presidente Jair Bolsonaro colocou a culpa no instituto.

Para o presidente, a questão não está ligada a economia, mas sim com a metodologia utilizada pela instituição quando vai medir a taxa. Foram quase um milhão de pessoas que somaram a uma população que não tem emprego.

Confira Também: Acordo do Brexit passa pela terceira rejeição

Desemprego sobe, mas Bolsonaro afirma que a culpa é do IBGE (foto: internet)

Desemprego não foi medido corretamente para Bolsonaro

Com o IBGE compartilhando as informações sobre o índice de desemprego no Brasil, utilizando uma metodologia que é utilizada internacionalmente, Bolsonaro acredita que os índices informados pela instituição são feitos para enganar a população.

Criticando o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística que mediu as taxas de desemprego desse trimestre do Brasil, Bolsonaro não faz isso pela primeira vez. De acordo com os dados do IBGE, o aumento seria para 12,4%, o que estaria dentro de 13,1 milhões de pessoas.

O percentual do trimestre passado era de 11,6¨% e de acordo com as informações divulgadas pelo IBGE, a alta representaria um aumento de 892 mil pessoas para o estado de desocupados, ou seja, desempregados.

Para Bolsonaro, em sua afirmação, apresenta um respeito pelo IBGE, mas a metodologia utilizada que também é aplicada em outros países, não seria a mais correta. Afirmando já ter mencionado esse assunto e ter sido muito criticado, ele acredita que as informações não estão corretas.

Ainda de acordo com Bolsonaro, a taxa para medir o desemprego é levando em conta a quantidade de pessoas que procuram emprego. Quem não está procurando emprego, não seria desempregado para o IBGE. Por isso, se houve uma pequena melhora, as pessoas que antes não buscavam emprego, agora estão e por isso aumentaria a taxa de desemprego.

Em uma nota divulgada pelo IBGE em outra polêmica a partir da crítica de Bolsonaro aos métodos utilizados pela instituição, a afirmação foi de que os levantamentos seguiriam padrões internacionais e que as afirmações do presidente não condiziam com a realidade.




Daniel Libanio

Daniel é empresário e empreendedor digital nato. Graduando em Direito, é o Fundador do site e gerencia as as estratégias de marketing e desenvolvimento. Contato: daniellibanio0904@gmail.com

  

0 Comentários