Corpo inteiro é encontrado após mais de quatro meses do rompimento da barragem (foto: internet)
Corpo inteiro é encontrado após mais de quatro meses do rompimento da barragem (foto: internet)

Ainda nesta quarta-feira (04) o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, acabou localizando um corpo por completo ainda na região do Terminal de Carga Ferroviário 3, a mesma estava atingida pela própria lama de resíduos que vieram da mineradora Vale justamente após o rompimento da barragem.

 O rompimento da barragem aconteceu há mais de quatro meses, a mesma ficava no Córrego do Feijão, em Brumadinho na cidade de Minas Gerais. Além do mais, a própria corporação acabou informando que esse corpo ainda não foi identificado, no entanto, o mesmo foi enviado para o Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte.

Confira Também: Reservas de viagem para o Brasil aumentaram em 250% após isenção de visto

Corpo inteiro é encontrado após mais de quatro meses do rompimento da barragem (foto: internet)
Corpo inteiro é encontrado após mais de quatro meses do rompimento da barragem (foto: internet)

Tragédia aconteceu a mais de quatro meses e corpos ainda estão desaparecidos

Esse terminal onde o corpo em questão foi localizado ficava antes da área administrativa desta mineradora, fica ainda na frente de trabalho mais próxima de onde ocorreu o local do rompimento.

Além do mais, após a última atualização da própria Defesa Civil de Minas Gerais, até a quinta-feira (30) passada, 25 pessoas ainda seguiam desaparecidas, sendo que um total de 245 mortes já haviam sido confirmadas logo após a tragédia.

O próprio porta voz dos bombeiros, Pedro Aihara, acabou afirmando que a localização do corpo, principalmente nestas condições (por inteiro) é atípica, sendo assim, isso depende de algumas variáveis.

Segundo o mesmo é provável que esse corpo estivesse segmentado, afinal onde o mesmo estava era justamente no caminho em que a lama percorreu. Os números atualizados ainda não correspondem as buscas do dia de hoje, sendo assim, esse número poderá mudar novamente.

 Além do mais, nesta quarta-feira (05) estarão participando das buscas em Brumadinho 142 bombeiros que trabalham em 20 frentes, além do mais, são utilizados cães farejadores, 137 máquinas pesadas e mais um drone.

Segundo o próprio Corpo de Bombeiros, ainda não há previsão para que ocorra o encerramento das buscas por vitimas por parte dos bombeiros em Brumadinho. Ainda na segunda-feira (03), o diretor executivo da Vale afirmou que não tinha conhecimento sobre os riscos da barragem de rejeitos B1.

Além disso o mesmo afirmou que não tinha conhecimento algum de auditores externos que foram contratados pela mineradora para avaliar o local.

Fontes: Gazeta Web, Veja, Itatiaia