Conta de luz deve ficar mais barata esse ano (foto: internet)
Conta de luz deve ficar mais barata esse ano (foto: internet)

Confira Também: Menor suspeito no ataque de Suzano é apreendido

Depois que a Aneel conseguiu quitar o seu empréstimo, a média é que a tarifa de energia consiga ficar 3,7% mais baixa. O empréstimo bancário foi o que salvou as distribuidoras depois da crise hídrica que aconteceu em 2014. O valor do empréstimo estava parcelado até 2020. Para o próximo ano, é possível esperar 1,2% mais baratas as contas de luz.

De acordo com o próprio diretor da Aneel, as contas começam mais baratas esse ano e permanecem em 2020. Depois de conseguir um acordo com o governo e a agência, a quitação foi antecipada.

Conta de luz deve ficar mais barata esse ano (foto: internet)
Conta de luz deve ficar mais barata esse ano (foto: internet)

2019 com conta de luz 3,7% mais barata

Com o empréstimo realizado em 2014 e com a previsão de fim de pagamento para 2020, a Aneel conseguiu um acordo com o governo para conseguir antecipar o pagamento e quitar a dívida.

Essa dívida foi contraída depois de um custo extra que foi gerado por conta do uso de termelétricas. Em 2014, o país de maneira geral sofreu com a falta de chuva, o que acabou reduzindo o nível dos reservatórios das hidrelétricas.

As usinas térmicas precisam ter um uso mais intenso, onde apresentam um valor mais caro, visto que o seu procedimento é baseado em queima de gás natural e combustíveis.

Já em 2015 a Aneel havia informado que o empréstimo chegaria aos consumidores no valor de R$ 34 bilhões. Dentro desse valor, R$ 12,8 bilhões eram apenas juros. Desde então, as contas de luz recebem um valor adicional condizente ao parcelamento do empréstimo.

A previsão do contrato dizia que em 2020 o valor seria quitado, com uma estimativa de aumento de 5 a 6% na conta de luz. Como houve a quitação antecipada desse empréstimo, agora haverá a redução de R$ 6,4 bilhões a serem pagos em luz em 2019. Por isso, em média, as contas de luz em todo o país devem estar 3,7% mais baratas.

Já para o próximo ano é possível ter uma previsão de que haja uma diminuição também nas tarifas, já que serão economizados 2 bilhões. Esse valor consegue fazer com que haja uma redução de 1,2% nas tarifas de luz.