22 de Março de 2019, atualizado ás 22:03

Com derretimento no Everest, corpos são revelados



Por: | Notícias

Compartilhar:
         

Com derretimento no Everest, corpos são revelados (foto: internet)

Confira Também: Ex-presidente do Brasil, Michel Temer, foi preso hoje (21/03)

As geleiras do Everest estão derretendo e com isso, alguns corpos de montanhistas que estavam congelados há anos, estão aparecendo. Os representes locais afirmaram que os restos mortais desses alpinistas estão aparecendo com uma frequência bem maior por conta do aquecimento global.

Os operadores que participam das expedições para subir na monta mais alta do mundo começaram a se preocupar com a quantidade de corpos de montanhistas mortos que estão aparecendo desde que as geleiras começaram a derreter.

Com derretimento no Everest, corpos são revelados (foto: internet)

Lado assustador do aquecimento global

Já foram em torno de 300 pessoas que morreram na sua tentativa de subir no Everest. Dois terços desses corpos estão ainda embaixo de muita neve e gelo. Boa parte das mortes acontece por conta de alguma avalanche, ou por quedas. Acontece também de problemas fisiológicos serem letais, como dores de cabeça e tontura.

Como a primavera está chegando, é uma época que se inicia uma nova temporada de escalada. Os corpos estão sendo removidos do lado chinês do Everest. Já escalaram até o ponto mais alto da Terra mais de 4,8 mil montanhistas.

Por conta do aquecimento global, o manto de gelo e também os glaciares acabam derretendo mais rápido do que o previsto. Como os cadáveres permaneciam enterrados antigamente, hoje em dia, estão sendo todos expostos.

Já havia acontecido de descer os cadáveres de montanhistas que subiram mais recentemente o Everest, mas os corpos que aparecem agora, são mais antigos. Um funcionário do local afirmou que só ele resgatou mais de 10 cadáveres nos últimos anos, em diversos locais do Everest. Mas o que assusta é que muitos corpos estão aparecendo rapidamente agora.

Lá em 2017, havia sido exposta a mão de um alpinista, o que fez com que os operadores das expedições precisassem reunir outros escaladores profissionais para conseguir remover o corpo. Ainda no mesmo ano, outro corpo foi revelado, no mesmo local em que a maioria dos corpos aparece.

Especialistas salientam que não é barato remover um corpo, assim como, dependendo de questões pessoais, a decisão de remover ou não devem ser tomadas. Boa parte dos alpinistas gostaria que o seu corpo fosse deixado na montanha, outros tem familiares que solicitam a retirada.




Raquel Luciano

Raquel é jornalista com mais de 8 anos de experiência. Atualmente é editor chefe do Estado News. Ela pode ser contatada através do e-mail: rachell.luciano@gmail.com

     

0 Comentários