23 de Abril de 2019, atualizado ás 19:04

Caminhoneiros desistem da greve



Por: Daniel Libanio | Notícias

Compartilhar:
         

Depois de uma reunião com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, os caminhoneiros descartaram a ideia de paralisação. Os representantes da classe tiveram a reunião na segunda-feira.

A ideia era que fosse realizada uma paralisação na segunda-feira que vem causando transtornos novamente. Com a reunião com o ministro, os caminhoneiros decidiram que não irão mais realizar uma paralisação.

Confira Também: Marco Aurélio fala sobre decisão do STF de tirar reportagens do ar

Caminhoneiros desistem da greve (foto: internet)

Sem greve na próxima semana

De acordo com a reunião que durou 5 horas, houve uma promessa do ministro em conseguir reajustar a planilha em relação ao frete, sendo essa uma das grandes reinvindicações dos caminhoneiros.

Outro ponto da fala do ministro foi que será intensificada a fiscalização em relação ao cumprimento do que está estabelecido na tabela de frete mínimo, junto com os caminhoneiros participante, além de conseguir reajustar a tabela conforme o preço do diesel.

Conforme dito pelo presidente da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), para eles e possível administrar a condição que existe no momento e que não deve ter outra greve dos caminhoneiros. Os representantes da classe se dizem satisfeitos em conseguir dialogar com o governo.

Com a proposta apresentada pelo ministro de que os caminhoneiros vão poder ajudar a fiscalizar a tabela de frete, conseguiu agradar aos 30 representantes presentes na reunião. Ainda essa semana deve ser assinado um termo para formalizar o procedimento e a reunião.

Outra reclamação recorrente da classe é em relação a falta de cumprimento da tabela, que serão encaminhadas ao ministério para que possam ser repassadas a ANTT. O ministério também disse que vai conseguir retirar as multas dos motoristas que realizaram algum tipo de denúncia.

Como a proposta se baseia em fazer com que o caminhoneiro seja um dos fiscalizadores junto do processo com o sindicato facilitaria o processo de passar para o governo a empresa, o embarcador que não paga o piso mínimo e com isso, conseguir em um mês autuar as empresas que não cumprem a lei.

Depois de reunião de segunda-feira foi decidida que não haverá nova greve e paralisação dos caminhoneiros, depois de conseguir fazer com que a classe entrasse em um acordo com o governo.




Daniel Libanio

Daniel é empresário e empreendedor digital nato. Graduando em Direito, é o Fundador do site e gerencia as as estratégias de marketing e desenvolvimento. Contato: daniellibanio0904@gmail.com

  

0 Comentários