29 de Abril de 2019, atualizado ás 21:04

Bolsonaro diz que não cobrará novos impostos para igrejas



Por: Daniel Libanio | Notícias

Compartilhar:
         

Ao postar um vídeo em suas redes sociais, Bolsonaro esclareceu as declarações que foram feitas pelo Marcos Cintra na imprensa. Bolsonaro assim desautorizou o secretário da Receita e ainda disse que não terá novos impostos para as igrejas.

Com vídeo publicado hoje em suas redes sociais, foi apresentado por Bolsonaro a decisão de não autorizar que houvesse a criação de um novo imposto que estaria sendo destinado para as igrejas, algo dito por Marcos Cintra.

Confira Também: Tatá Werneck posa de maiô e barriga de grávida já começa a aparecer

Bolsonaro diz que não cobrará novos impostos para igrejas (foto: internet)

Secretário da Receita Federal desautorizado

Usando as redes sociais hoje, Bolsonaro publicou um vídeo comentando o que havia sido dito por Marcos Cintra, desautorizando o secretário da Receita que havia mencionado a criação de impostos para as igrejas.

Cintra havia dito que haveria um tributo que cairia em cima de qualquer transação financeira, seja bancária ou não, com uma alíquota de 0,9%, onde poderia ser dividido entre duas pontas da operação, aqueles que pagam e também aquele que recebe. Esse valor seria pago até para os fiéis que contribuem com o dízimo.

Bolsonaro em vídeo declarou que foi surpreendido por declarações do secretário e utilizou o vídeo para afirmar que essa informação não seria verdadeira. Não haverá nenhum imposto novo criado, especialmente contra as igrejas.

O presidente ainda afirmou que as igrejas realizam um ótimo trabalho social que é destinado para toda a comunidade, sendo uma reclamação por parte da igreja de ter uma bitributação nessa área.

Cintra disse em entrevista que era uma medida realmente polêmica, mas que todo mundo deveria pagar o imposto, seja dentro da economia informal, até mesmo chegando para a igreja também.

Essa criação estaria dentro da proposta de reforma tributária que o secretário vem elaborando, tendo como principal objetivo substituir a contribuição que é paga em cima dos salários, sendo considerado este um grande problema por parte de Cintra.

A bancada evangélica durante a campanha de Bolsonaro declarou todo o apoio, por isso, caso houvesse alguma iniciativa que atingisse as igrejas, seria um grande problema para as bases de apoio do presidente, sendo a banca evangélica uma das principais do presidente.




Daniel Libanio

Daniel é empresário e empreendedor digital nato. Graduando em Direito, é o Fundador do site e gerencia as as estratégias de marketing e desenvolvimento. Contato: daniellibanio0904@gmail.com

  

0 Comentários