23 de Março de 2019, atualizado ás 19:03

Bolsonaro comenta crise política mesmo fora do Brasil



Por: | Notícias

Compartilhar:
         

Bolsonaro comenta crise política mesmo fora do Brasil (foto: internet)

Confira Também: Com derretimento no Everest, corpos são revelados

Bolsonaro está no Chile no momento e hoje (23), comentou que existem pessoas no Brasil que não largam a velha política. Presidente também afirmou que a responsabilidade da reforma da Previdência é do Parlamento brasileiro neste momento.

Ainda dentro da fala do Presidente, mesmo estando fora do país e não comentando muito sobre o que está acontecendo, está ciente dos atritos e da crise política que vem acontecendo ao longo dessa última semana.

Bolsonaro comenta crise política mesmo fora do Brasil (foto: internet)

Gestão conturbada de Bolsonaro

De acordo com um pronunciamento de Bolsonaro, demonstrou estar preocupado com as discussões que vem sendo feitas por conta da reforma da Previdência e sua decisão é conseguir aprovar. Para ele, esta reforma é o único caminho para que o Brasil consiga um lugar de destaque dentro dos países da América do Sul.

Para ele, a responsabilidade da reforma é toda do Parlamento brasileiro. Bolsonaro afirma confiar nos parlamentares, pois não se trata de uma questão do governo e sim uma questão de Estado. Para ele, essa reforma seria a solução para que o Brasil não enfrente problemas como alguns países na Europa tem enfrentado.

Ainda o foco do discurso de Bolsonaro foi tratar sobre algumas pessoas aqui no Brasil não largarem a velha política e que segundo ele, é por conta dessas pessoas que o Brasil está numa posição crítica atualmente. Mesmo estado calado em outro país, está ciente das crises internas que avançaram essa semana.

Os parlamentares durante a semana têm reclamado sobre o governo, criticando a falta de diálogo entre o Congresso com o Palácio do Planalto. Também foi cobrado por parte deles que haja o preenchimento de cargos do terceiro escalação, o que normalmente é ocupado por pessoas que os aliados indicam.

Houve também a declaração de Maia ao dizer que o governo precisa estar mais presente nas negociações para que a reforma seja aprovada. A crítica foi em tom de que não possa ser terceirizada a articulação por parte do governo em decisões tão importantes.

Bolsonaro deve retornar do Chile para o Brasil hoje e já chegará com as especulações e severas críticas de políticos em diferentes setores. Com uma crise acontecendo dentro do governo na ausência do Presidente, retorno pode dar uma posição mais esclarecida.




Raquel Luciano

Raquel é jornalista com mais de 8 anos de experiência. Atualmente é editor chefe do Estado News. Ela pode ser contatada através do e-mail: rachell.luciano@gmail.com

     

0 Comentários